MAMUTEFOTO

Blog

O que faz uma boa fotografia?

  Pergunta muito difícil essa. Comecei a pensar nisso enquanto estava no IMS Paulista vendo uma exposição de algumas fotografias da série "The Americans" do fotógrafo Robert Frank. Pensei bastante sobre isso e acho que eu não sei responder a pergunta, mas posso dar minha opinião:

  Indiscutivelmente uma boa técnica faz uma boa imagem, dominar a câmera, a luz, a composição, o posicionamento e a edição são requisitos indiscutíveis para se tornar um bom fotógrafo, seja profissional ou amador. Mas novamente, não quero falar dessas coisas, já existem livros, guias e vídeos demais sobre o assunto e provavelmente explicarão essas coisas muito melhor do que eu. Em vez disso quero falar de tempo.

  O tempo é a dimensão física que talvez tenhamos mais dificuldade de compreender. Aceitamos sua existência, contamos tempo todos os dias de nossas vidas, desejamos tantas vezes que ele acelere e algumas poucas que ele pare, mas ele não para, nunca. A minha rasa definição sobre o tempo é: A "constante" mudança das coisas. É com base nessa definição que eu entendo o que é uma boa fotografia.

  Quando se fala em tempo na fotografia, na grande maioria das vezes, se fala sobre um breve momento, um instante. Se fala sobre a velocidade do obturador e como você congela o movimento ou o registra mas não me lembro de ter ouvido falar em como se fotografar o tempo. E afirmo: UMA BOA FOTO, MUITAS VEZES, É UMA FOTO DO TEMPO.

 

 “Santa Fe,” da série “The Americans.”  de Robert Frank, 1955

“Santa Fe,” da série “The Americans.”  de Robert Frank, 1955

 

 O que quero dizer com isso? Bom, é difícil escrever, mas vou tentar. Se o tempo é a constante mudança das coisas, o estado de cada uma delas pode nos situar em um lugar e em um momento. Assim boas fotos são fotos que nos contam onde e quando aquele breve, ou não tão breve momento aconteceu, nos contam das angústias presentes, dos costumes, das tradições e das mudanças. Nos mostram passado, presente e futuro. Deixam transparecer ícones do tempo, roupas, cortes de cabelo, objetos, traços físicos, cenários, luz, temperatura e principalmente cultura.

  Você pode estar pensando que isso é um nível muito profundo de preocupação em uma foto, mas aposto que você tem alguma foto dessas no velho álbum de família. Essas fotos são aquelas que só de olhar te situam em um momento exato, que por um vaso, uma cadeira, uma roupa te lembram de tantas outras coisas que você viveu nessa época. Assim digo, nessa foto não está uma imagem, está o tempo, está sua história e a história das pessoas que viveram essa época.

  Portanto eu dou esse conselho a mim mesmo e a você, seja para fazer seu trabalho como fotógrafo seja para tirar fotos dos seus amigos com o celular, se preocupe com o tempo. Coloque dentro do seu quadro coisas que te permitirão lembrar e entender o momento assim que olhar a foto. Tenho certeza que fazendo isso suas fotografias serão melhores e com o tempo se tornarão cada vez mais gostosas de olhar.

  Para terminar, como sempre, compartilho uma foto minha que talvez seja uma das minhas preferidas.

 Casa de Farinha - Pernambuco 2017

Casa de Farinha - Pernambuco 2017

 

“Se você é mesmo bem sucedido em capturar a pulsação da vida, aí você vai estar falando de uma boa fotografia”

 

Rene Burri